Skip to main content

Ânima investe na Gama Academy, que passa a ser a coding school oficial do Learning Village e pode ser adquirida pela empresa em cinco ano

A Ânima Educação — terceiro maior player de educação privada do país em receita líquida e quarto em número de alunos — anunciou um acordo de aquisição da edtech Gama Academy. A plataforma digital para formação de habilidades em tecnologia recebeu um investimento inicial de R$ 33,8 milhões, entre aportes e sinergias.

Segundo informações publicadas pela Forbes, o valor corresponde a 55,78% da operação da startup. Em um primeiro momento, será de R$ 15,3 milhões. Nos próximos cinco anos, mediante o cumprimento de metas de performance, os R$ 18,5 milhões restantes serão empenhados. Está confirmada, também, a possibilidade de aquisição total, que será baseada em metas conjuntas de performance futura.

Com a venda, a Gama Academy passa a ser a coding school oficial do Learning Villagehub de inovação e tecnologia focado em educação e desenvolvimento de pessoas fundado por SingularityU Brazil e HSM, ambas escolas corporativas e marcas pertencentes à holding Ânima Educação. A chegada da startup marca um importante avanço na transformação digital da companhia.

À parte da formação em tecnologia no modelo de Training e Education Recruitment as a Service, a edtech Gama Academy tem sido buscada pelos times de inovação ou ESG de grandes empresas para atuar em programas de inclusão social por meio de bolsas de estudo em tecnologia.

Já são mais de 270 mil profissionais de tecnologia na plataforma. Dos 30 mil alunos formados, cerca de 90% empregados em menos de seis meses, com uma média de aumento de salário de 2,2 vezes e uma taxa de satisfação e recomendação dos alunos de 93% de aprovação.

Conheça um pouco mais do trabalho desenvolvido pela Gama Academy

Fundada em 2016, a Gama Academy seleciona e capacita profissionais para atuarem nas áreas de programação, design, marketing e vendas. A edtech conta com 650 empresas atendidas — Magazine Luiza, VTEX, Itaú e Accenture são algumas delas.

A plataforma oferece cursos abertos e in company nas seguintes áreas:

  • data science
  • UX/UI design
  • growth marketing
  • full stack development
  • product management
  • inside sales
  • customer success
  • inteligência artificial

Todos os cursos têm módulos complementares de soft skills e projetos práticos com cases reais de mercado.

A startup também conta com quatro programas educacionais nanodegree de 390 horas. Nesse caso, o aluno só paga caso consiga um emprego na área de formação. E ainda, faz mentoria individual, constrói seu portfólio, desenvolve habilidades comportamentais e ganha oportunidades de entrevistas em startups e empresas tech.

Compartilhe: